Google– ou –

PL 158-2017

Obrigará os organizadores de eventos com mais de 500 pessoas a pagarem uma nova taxa chamada "Taxa de Segurança Pública da Guarda Municipal” para que os guardas municipais realizem a segurança do evento.

Este projeto de lei obrigará a presença de guardas municipais em eventos de grande concentração pública, com participação de no mínimo 500 (quinhentas) pessoas.

O responsável pelo evento, deverá comunicar por escrito a Guarda Municipal, com no mínimo 20 (vinte) dias de antecedência, descrevendo o evento a ser realizado, o público estimado, o local e o tempo previsto de duração.

Durante o evento, a Guarda Municipal irá fiscalizar o trânsito, garantir a preservação da segurança, policiamento preventivo e ostensivo, mediante pagamento de taxa de segurança pública pelo responsável do evento.

Em casos emergenciais, a Guarda Municipal, em posse de termo de responsabilidade assinado pelo interessado, poderá prestar os serviços e posteriormente notifica-lo para pagamento do valor devido, sob pena de inscrição do valor em dívida ativa.

Serão isentos do pagamento da Taxa de Segurança Pública da Guarda Municipal:

- eventos que, comprovadamente, não possuam finalidade lucrativa para seus organizadores;

- eventos beneficentes. 

O valor da hora/servidor, será o correspondente a 2% do salário base do Guarda Municipal.

O valor arrecadado com a taxa de serviço será totalmente destinado à corporação "Guarda Municipal", para fins de aquisição de estruturação logística e treinamento. 

O vereador explica que a nossa Constituição permite a criação de taxas pelo exercício do poder de polícia e pela utilização, efetiva ou potencial, de serviços públicos específicos e divisíveis. 


Votos dos cidadãos

BR — 108 votos, 17 sim, 91 não
BH— 35 votos, 4 sim, 31 não

Filtrar gráficos

MasculinoFeminino

Classificação do cidadão para este projeto

5 classificações
0%
0%
20%
40%
20%
20%

3 comentários

1844411508946230

Priscila MartinsNão

Esse serviço é uma obrigação do município. Não deve ser cobrado.

100001151541172

Dani MoraesNão

Pelo entendimento do STF os os municípios não podem cobrar por serviço de segurança pública!

100005678954207

Luc KnaepkensNão

Kkkk... Sem comentário kkk